20.9.05

Tem a ver, não tem? Teeeem...

Os memes, sempre eles. Desde que comprei o meu iPod, no início do ano, vinha ficando intrigado com um comportamento, digamos, "inteligente" do bichinho: mesmo que eu bote as cerca de 1.000 canções que tenho ali para tocarem randomicamente, alguma lei desconhecida faz com que o randômico não seja tão randômico assim. Ou seja, apesar de eu ter todo tipo de música ali, dificilmente um Autechre vai entrar antes ou depois de um Nick Drake, por exemplo. Mais provavelmente o primeiro vai aparecer em sequência, ou próximo, a um Amon Tobin e o Drake vai trazer para perto dele um folkzinho tipo Damien Rice, Elliot Smith etc. Pois bem. O problema é que, ainda que alguns tenham comprovado empiricamente o acontecimento... sobrenatural, ninguém, até agora, concordou comigo na tese de que "algo além" estava fazendo isso ocorrer. Bom... até agora. Valeu Wired, padroeira dos nerds!

6 Comentários:

Blogger www.muffin.cx disse...

juro que até ler esse artigo, eu achava que era magia negra ou algo do tipo.
na verdade essa explicação não me convenceu muito...prefiro continuar acreditando que meu ipod é inteligente e tem bom gosto musical, por isso agrupa os estilos. hehehe

10:14 AM  
Blogger mdediana disse...

A Wired diz que não há nenhum algoritmo que faz com que um techno seja seguido de outro a menos que alguém tenha escrito em ambas as músicas "gênero=tecnho" e programado isso numa Smart Playlist (http://www.smartplaylists.com/). A análise só funciona com as informações que existem nos arquivos. Você pode até criar playlists baseadas em BPM, mas isso só funciona se a informação de BPMs estiver contida no arquivo. O iPod não sabe calcular BPMs.
Bom artigo ("Hacking iPod and iTunes"): http://digitalmedia.oreilly.com/pub/a/oreilly/digitalmedia/2004/10/28/ipoditunes_hcks.html?page=4

12:27 PM  
Blogger diego disse...

pois é... o artigo da wired não trata exatamente da magia negra por trás da bagaça, mas indica que o shuffle, por si só, vem intrigando as pessoas (eu, o repórter e o rodolfo, pelo menos). a minha tese é a de que existe um metadado (algoritmo) no arquivo MP3 que sugere os seus "contornos"... como uma análise dos gráficos de espectro ou, como sugere o Mauricio, de BPM... dúvida em suspenso!

4:23 PM  
Blogger mdediana disse...

Então, no artigo "Hacking iPod and iTunes" tem vários parâmetros que você pode configurar. A dúvida é qual é a configuração da playlist default do iPod.

5:13 PM  
Blogger www.muffin.cx disse...

vocês assistiram ao keynote do steve jobs no lançamento do ipod nano?
quando ele vai apresentar o itunes 5.0 ele comenta sobre uma nova função, que permite você "controlar o shuffle" na execução das músicas.
você pode escolher entre "more likely" ou "less likely".
o que me leva a crer que realmente existe um parâmetro no mp3 que o programa usa para se basear na hora da execução.

5:48 PM  
Blogger mdediana disse...

Olha o que eu achei sobre o "less/more likely" (http://macs.about.com/od/itunes/a/itunes5_review.htm):
"Smart Shuffle – Use Smart shuffle to adjust the likelihood that iTunes plays multiple songs in a row by the same artist or from the same album."

6:16 PM  

Postar um comentário

Links para esse post:

<< Home