12.1.07

Faça você mesmo


Imprimir objetos 3D: é pra isso que serve um fabricador Freeform (fabber), uma máquina para prototipação rápida. Essas máquinas, cujo custo pode chegar a ordem de milhões de dólares, fazem parte da rotina de designers e engenheiros na criação e visualização de modelos. Mas agora o grupo do projeto Fab@Home da Universidade de Cornell (EUA) pretende fazer com que fabbers cheguem ao mercado por muito menos, reduzindo o custo de sua fabricação a US$2400,00 por unidade, tornando-os acessíveis para qualquer um. Da página do projeto:
"Um fabber possibilita criar novos designs, mandar objetos por email para outros donos de fabbers e o mais importante - liberar suas idéias. Assim como MP3s, iPods e a Internet liberaram o talento musical, nós esperamos que blueprints e fabbers democratizem a inovação."
É interessante o paralelo entre fabbers e computadores que o coordenador do projeto Hod Lipson faz em matéria da New Scientist, lembrando que apenas grandes instituições possuíam computadores até o fim dos anos 70 quando, devido a redução de tamanho e custo, passaram a ser produzidos e vendidos em larga escala, para o usuário comum.

Vale uma olhada no vídeo com a fabricação de um pulseira de relógio, que faz pensar em como será o mundo em que teremos um fabber conectado à porta USB de todo PC.

Via Beyond the Beyond.

Update: Vale o post do Tim O´Reilly sobre o assunto, em que usa a threadless.com para falar sobre a "democratização da fabricação". Legal mesmo é a sua pergunta:
"Quão distante está o futuro em que a economia criativa ultrapassa a fina barreira que separa 'informação' de 'coisa'?"

Marcadores: ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Links para esse post:

<< Home