29.1.08

Saindo as palavras por uma porta e a vida por outra

É praticamente impossível pinçar um só trecho dessa entrevista com Xico Sá, feita pelos caras da extinta revista ''F", mas - até onde consta - jamais publicada. OK, aqui vai um:

Eu fui comer... a seqüência foi: vegetais que era mais fácil, não tinha trabalho... normalmente era bananeira. Eu era um otário rural na categoria, no meu universo. Meus primos eram foda, comiam porcas por exemplo. E dizem que porca é uma das maiores fodas da história. Nego rola na lama, e o cu da porca é apertado. E eu era um otário rural da pior espécie, eu era mais magro, faltava força física pra encarar, aí eu pega seres inanimados, uma bananeira, era melhor palma – que é aquele cacto que comem em seca. Nêgo vai com uma peixeira, tira os espinhos e tem uma baba que é igual a de uma buceta mesmo, de verdade. A bananeira também tem uma parecida, mas essa palma, você tira os espinhos e vem uma baba que é melhor... supera a buceta em viscosidade. É infinitamente superior a buceta.

Agora... LEIA!

0 Comentários:

Postar um comentário

Links para esse post:

<< Home