21.10.05

computação ancestral

não há como negar que a postagem aqui anda meio devagar. mas é por um bom motivo chamado "words made flesh", de florian kramer. tenta mostrar como código e computação de dados não são algo exclusivo do século 20. magia, kabbalah, pitágoras, retórica clássica, dadaísmo, poesia concreta, beat, pós-modernismo e, claro, Borges, também tinham o código como... fonte. e não fica só nisso: trata também da nova geração de webartistas, tipo jodi, mez e afins. o livro está disponível em pdf aqui, sob licenças GPL e Creative Commons. boa leitura!

0 Comentários:

Postar um comentário

Links para esse post:

<< Home