29.5.07

A morte da televisão, parte 398

Esse é o título do post do Warren Ellis apontando para a notícia da BBC que fala sobre The Big Donor Show, programa holandês em que um doente terminal escolhe qual dentre três candidatos irá receber seus rins após sua morte. Os critérios são o histórico, o perfil, conversas com parentes e amigos do candidato e as opiniões da audiência, enviadas por SMS.

E não é só em termos figurativos que a televisão está morrendo. Anteontem foi o último dia de atividade da venezuelana RCTV, que não teve sua licença renovada por Hugo Chávez, que alegou que o fim do canal é um combate ao "capitalismo e à ditadura da mídia" (e já há outra na fila). Para entender um pouco melhor porque o presidente venezuelano não é muito amigo da RCTV vale assistir A Revolução Não Será Televisionada (Wikipedia), certamente disponível via torrents. Pelo filme dá pra ver que não é de hoje que a televisão, como instituição, não anda bem.

UPDATE: O programa aconteceu, mas a doadora era na verdade uma atriz. Os produtores alegaram que o objetivo era chamar atenção para o problema da falta de orgãos na Holanda. Estranho.

Marcadores: ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Links para esse post:

<< Home